terça-feira, 6 de setembro de 2011

Malahide Castle

            No último final de semana aproveitamos o domingo para reunir os amigos e fazer um passeio. O destino escolhido foi Malahide, uma praia bem próxima de Dublin. Fomos de Dart (trem), saímos por volta das 11h15 da Tara Station e após uma curta viagem chegamos em Malahide.
             A cidade é conhecida por abrigar o castelo mais antigo da República da Irlanda e foi este o foco do nosso passeio, principalmente porque o tempo não colaborou muito e não tivemos a oportunidade de conhecer a praia, mas com certeza valeu muito a pena!
             Chegando na Estação de Malahide é simples encontrar o castelo, principalmente porque a maioria das pessoas também está indo para lá e porque é realmente perto da estação.


Conhecendo o Castelo


            Malahide Castle não é muito grande, mas é o tamanho da sua história que impressiona: ele foi habitado por 790 anos (de 1185 à 1975) pela família Talbot.
            As terras onde o castelo está foram concedidas pelo Rei Henrique II da Inglaterra à um cavaleiro chamado Richard Talbot em 1174. O castelo ficou pronto em 1185, mas suas torres somente foram erguidas em  1765.
             A família Talbot sofreu diversas perdas trágicas em sua história, como a Batalha de Boyne, onde 14 membros foram mortos.
             O último herteiro homem do castelo, foi Sir Milo Talbot, Sétimo Barão de Malahide e, após sua morte, em 1973, passou tudo para o nome de sua irmã Rose. Em 1975 Rose vendeu o castelo para o governo Irlandês, o motivo foi os altos impostos que era obrigada a pagar.
            Hoje a família Talbot é apenas parte da história Irlandesa, todos seus integrantes já faleceram e não houve mais continuidade do sobrenome. Rose faleceu em 2009, com 93 anos e sem deixar herdeiros.



             A visita ao interior do castelo é paga: 6,50 Euros para estudantes e 7,50 Euros para não estudantes. Para quem gosta da parte histórica da Irlanda, é um investimento que vale a pena. A visita é emocionante, podemos entrar em todos os comodos do prédio enquanto o Audio Tuor (somente em inglês) vai nos guiando e contando a história da família Talbot. O mais interessante é que todos os móveis são originais, até mesmo a mobília que a família havia vendido ou trocado o governo recuperou, então podemos ver cadeiras, armários, quadros, tapetes, brinquedos que passaram durante 7 séculos pela família.
             As paredes do castelo estão repletas de quadros, também originais, que ilustram todos os integrantes da Talbot Family, bem como pessoas que foram importantes para eles, como amigos, escritores e médicos.
             A riqueza cultural, artística e histórica do local é de arrepiar, tudo impressiona, não só pela beleza, mas pela antiguidade e ótimo estado de conservação de todos os materiais. Entrar no castelo é fazer uma verdadeira viagem através dos séculos.







Brazão da Família Talbot


9 comentários:

  1. Fotos incríveis...bom pra visitar, mas morar num castelo, não sei não...heheheheh

    ResponderExcluir
  2. Muito lindo!

    beijo
    Maiara

    ResponderExcluir
  3. Lindíssimo, imagino os Talbot vivendo neste castelo, deve ter sido muito interessante e agradável, amei Dinda Nete

    ResponderExcluir
  4. Dessa vez eu li tudo...
    mas já sabia pelo fato da Vivi ser uma ótima guia...
    obrigado pela companhia e pelo convite...

    beijos
    Vini

    ResponderExcluir
  5. Agora vamos lá. Arregaçar as mangas pessoal!

    ResponderExcluir
  6. Olá Vera,

    Verdade, bom para passar um dia... não uma noite hehehe!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Maiara,

    Que bom que gostou!!! Já estamos com mais dois ótimos posts!!!!

    Beijos,

    ResponderExcluir
  8. Oi Dinda,

    É muito legal, pois há inúmeros quadros e assim podemos ter idéia de quem morou no castelo!!! O passeio foi lindo!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi Pai,

    Pois é, a situação mudou, assim que possível voltaremos a falar do assunto emprego, mas de uma outra perpectiva!

    Beijo

    ResponderExcluir

Deixe o seu recado para nós